Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Mulheres Líderes Globais da CPLP reúnem em Lisboa
22-09-2019 19:05

O Fórum junta nomes como Natália Dias (CEO Brasil Standard Bank); Isabel dos Santos (Presidente Conselho de Administração da Finstar); Mônica Monteiro, Vice-Presidente FME CE-CPLP Brasil e Diretora da Rede Bandeirantes de Comunicação no Brasil; Ana Zara Fateally (Diretora Private Banking); Helena Nosolini Embalo (Directora Nacional BCEAO –Guiné-Bissau); Rita Nabeiro (Diretora Geral da Adega Mayor e Administradora do Grupo Nabeiro
Maria Abdula, Presidente da Fundação é peremptória: é vital para um empresário ou empresária da CPLP poder investir, que as fronteiras de entrada nos nossos países não sejam barreiras para a fácil e rápida deslocação deste empresário. É importante que os recursos humanos com conhecimento e capacidade para inovar, não sejam ‘’travados’’ pelas barreiras burocráticas que muitas vezes tem constituído impedimento para o desenvolvimento dos nossos países.
Não podemos falar em desenvolvimento e em crescimento económico sem falar em Mobilidade e em Inovação. Hoje, a Europa é um dos exemplos de desenvolvimento e crescimento porque através dos mecanismos de mobilidade da União Europeia, permite que empresários dos seus diferentes países circulem com menor restrição no espaço europeu.
Mónica Monteiro, Vice-Presidente Brasil da Federação Mulheres empresárias e empreendedoras da Confederação Empresarial da CPLP, e uma empreendedora à escala global, afirma que este fórum é muito importante porque "vivemos num mundo globalizado onde queremos e precisamos fazer alianças.
 "Quando não se tem a barreira da língua, essas alianças são ainda mais fáceis, mas i mais importante nestes encontros são às rodadas de negócios , e os Match , onde colocamos as empresárias uma na frente da outra para se conhecerem, perder o medo de investir e ampliar seus negócios", remata Mónica Monteiro.
Já Natália Dias, CEO Standard Bank Brasil, que também está em Lisboa considera que vivemos um período sem precedentes na história em que o avanço tecnológico tem alterado nossa relação com vários aspetos da vida moderna — "Nos últimos anos num movimento único há cadeias de valor inteiras que se alteraram com a revolução tecnológica". Natália Dias acredita que a inovação terá um papel fundamental para alavancar o crescimento econômico nos países da CPLP – "que deverão pular etapas de desenvolvimento comparados a economias mais maduras - como tem acontecido no segmento financeiro onde fintechs como M-pesa propiciaram uma inclusão sem precedentes em vários países africanos".
É por isso que continua a CEO do Standard que "O fomento ao empreendedorismo e à diversidade devem estar no topo da agenda dos grandes líderes dos setores público e privado para permitir que as potencialidades se traduzam em resultados concretos".
A presença das mulheres nos diferentes setores de actividade mostra a sua relevância e ganha cada vez mais destaque na geração de resultados da economia mundial. De acordo com o Mastercard Index para o Empreendedorismo Feminino (2018), Portugal é destacado como um dos países da CPLP com as melhores oportunidades e condições de apoio para as mulheres nos negócios. Ocupa o 6º lugar num ranking mundial, à frente de países como a Austrália (7º), Bélgica (8º), Filipinas (9º) ou o Reino Unido (10º) e atrás apenas dos Estados Unidos (4º) e Singapura (5º).
O tecido empresarial português mostra claramente que as mulheres cada vez mais ocupam cargos de gestão e liderança dentro das empresas. É cada vez mais expressivo o número de mulheres que empreendem e tomam a iniciativa de implementar novos negócios, inovando, dinamizando e acrescentando valor a qualquer área de negócio em que atuem.
São objectivos do FME-CE, discutir a participação feminina em campos de liderança;  Integrar empresários(as) e empreendedores(as) dentro do universo CPLP; Realização de mesas de negócio por temas; Treinar Elevator pitch e o Lançamento de uma plataforma de crowdfunding para empreendedores(as) e investidores(as).

SOBRE A FME–CE-CPLP
 
Criada a 29 de Julho de 2016 em Lisboa, a Federação das Mulheres Empresárias e Empreendedoras da CPLP (FME CE-CPLP) é uma organização que visa o desenvolvimento e a cooperação empresarial dentro da CPLP, comunidade que abrange cerca de 255 milhões de cidadãos, 9 países de 4 continentes, estando os seus Estados-membros inseridos em 5 Comunidades Económicas Regionais.
O objetivo prioritário é a melhoria do ambiente de negócios no espaço CPLP, para a qual deve contribuir a identificação e resolução dos principais entraves, o levantamento das oportunidades existentes no universo CPLP e o incentivo para a abertura a novos mercados.
A FME-CECPLP é um agregador de mulheres dos países de língua oficial portuguesa e tem como foco gerar negócio, valorizar e afirmar as suas capacidades. Para isso, integra associações empresariais, mulheres empresárias e empreendedoras das nações presentes.
"Esta Federação nasce da necessidade de valorizar o importante contributo das mulheres da CPLP, através do seu trabalho e esforços."
 
AS PROTAGONISTAS
 
Maria da Assunção Coelho Leboeuf Abdula
Maria da Assunção Coelho Leboeuf Abdula é empresária moçambicana, com mais de 25 anos de experiência empresarial em diversas áreas e setores de actividade. Atualmente, além da presidência e da recém constituída Federação de Mulheres Empresárias e Empreendedoras da CPLP (eleita no dia 29 de Junho de 2016), é administradora executiva da Intelec Holdings (grupo empresarial que actua nos ramos de energia, publicidade, turismo, finanças, recursos minerais, telecomunicações, imobiliário e consultoria) e desempenha funções de vice-Presidente da Câmara de Comércio Moçambique – Portugal, presidente do Conselho de Administração da Visaqua S.A., diretora geral da Electro Sul, Lda., administradora Executiva da Intelec Lites entre 2002 e 2012. Mãe de dois filhos e casada com o empresário Salimo Abdula, chairman da Intelec Holdings, participa activamente na defesa dos interesses da classe empresarial moçambicana, na promoção da melhoria de ambiente de negócios no país e além-fronteiras.
 
Mónica Monteiro
CEO fundadora da CineGroup 48 anos, diretora Executiva dos canais PAY Tv do grupo Band, Graduada na PUC-SP, po´s-Graduada em Marketing pela ESPM ,tem mais de 25 anos de experie^ncia no mercado audiovisual .E´ Vice- Presidente da Federac¸a~o das Mulheres Empresa´rias e Empreendedoras da Comunidade dos Pai´ses de Li´ngua Portuguesa (CPLP).
CEO fundadora da CineGroup, produtora com sede em Brasi´lia, Sa~o Paulo, Rio de Janeiro e Moc¸ambique, especializada em produc¸a~o audiovisual de se´ries televisivas, curtas e longas- metragens, vi´deo-aulas, publicidade, documenta´rios e programas institucionais. Presidente da EGEDA , Entidade de gestão para setor audiovisual Brasil.
Assina a produc¸a~o executiva, direc¸a~o executiva e geral de importantes programas nas a´reas de educac¸a~o e cultura como "Poesia e Prosa" com Maria Betha^nia e "O Tempo e a Mu´sica", se´ries produzidas para o canal Arte1/Band; "Brasil: DNA A´frica" para Globonews e BBC "Futura Profissa~o" e "Destino: Educac¸a~o", ambos para canal Futura. Em 2017, co-dirigiu a se´rie "Era uma vez uma histo´ria", estrelada por Dan Stulbach e Lilia Schwarcz na Band e Warner Channel com linguagem e formato inovadores para recontar fatos importantes da Histo´ria do Brasil.
 
Natália Dias
Natália Dias tem 25 anos de experiência na área de Banco de Investimentos, tanto nos Brasil como nos Estados Unidos, com ênfase em nas áreas de Mercado de Capitais, Empréstimos Sindicalizados e Fusões e Aquisições.
Atua como CEO do Standard Bank Brasil desde 2018, e como Diretora de Energia e Infraestrutura para América Latina e Diretora Comercial desde 2012.
Antes do Standard Bank, ocupou diferentes posições de destaque em importantes instituições financeiras globais, incluindo JP Morgan Chase, Bank of America Merril Lynch, ING Bank e Banif Investment Banking.
Natalia é licenciada em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas e possui especialização em finanças pelo Amsterdam Institutre of Finance, além de diversos cursos de formação em Corporate Finance, Investment Banking e Liderança.
 
 

Rei dos cogumelos Cor(r)e com tomates para assinar na quarta-feira
25-05-2020 19:31

Só 18% das empresas pensam manter investimentos
25-05-2020 18:12

Bloco quer apoio ao emprego sem cortes salariais e contribuição solidária das empresas
25-05-2020 17:41

Norges Bank reforça posição nos CTT para mais de 5%
25-05-2020 17:36

Mota-Engil ganha mais de 6% e cimenta subida do PSI-20
25-05-2020 16:44

Delta e Ti Ginja acompanham Beirão no apoio aos empregados de café
25-05-2020 16:02

PEV: Governo disponível para suspender pagamento por conta este ano
25-05-2020 15:24

Governo adverte que "desconfinar não é descontrair"
25-05-2020 14:52

Restrições nas praias entram em vigor a 26 de maio
25-05-2020 13:20

PCP recusa trabalhadores em lay-off "ad eternum"
25-05-2020 12:57

Ibersol dispara quase 90% numa semana com reabertura de restaurantes
25-05-2020 11:56

Alemanha e Lufthansa já têm acordo para resgatar companhia aérea
25-05-2020 11:42

Anacom aplica coimas de 1,3 milhões até abril
25-05-2020 11:39

Negócios lança edição especial dedicada à sustentabilidade
25-05-2020 11:39

Dona do Colombo e NorteShopping entrega compras no estacionamento
25-05-2020 11:19

Bayer chegou a acordo com muitos dos queixosos do Round-up
25-05-2020 11:01

Feriado extra em outubro rende 560 milhões de euros ao Reino Unido
25-05-2020 10:33

CTT e EDP Renováveis puxam PSI-20 para o verde
25-05-2020 08:11

Bolsas dos EUA encerradas e outras 4 coisas que precisa de saber para começar o dia
25-05-2020 07:30

Marques Mendes: Costa e Rio "não têm a coragem de dizer a verdade" no Novo Banco
24-05-2020 21:33

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco