Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Gama faliu com dívidas de 334 milhões ao Novo Banco e mora no Brasil: "Vendo o almoço para pagar o j
16/11/2019 11:38

João Gama Leão, de 44 anos, construiu um conglomerado industrial sobretudo ligado à área da construção, com empresas como a Levira, a Aleluia Cerâmicas, a Viúva Lamego, a Kind ou a Porama, a que juntou a rede de lojas de bricolage Izibuild (ex-Mestre Maco), entre muitas outras. E viu na Colômbia o seu eldorado. Faliu tudo.
 
A queda do grupo Prebuild foi precipitada pela forte ligação financeira à família Espírito Santo: o empresário aplicara mais de 20 milhões de euros na Espírito Santo International e financiara-se no BES na cruzada de aquisições em Portugal.
 
As empresas da Prebuild começaram a cair, uma a uma, em processos de insolvência, o herdeiro do BES ainda chegou a perdoar ao grupo 88 milhões de euros, no âmbito de um Processo Especial de Revitalização (PER), mas o império de Gama Leão acabou por ser liquidado, tendo deixado um rasto de 334 milhões de euros de dívidas ao Novo Banco, credor de 85% da dívida total.
 
O que é feito de Gama Leão? Dois anos depois de aprovar a sua insolvência pessoal, o tribunal determinou, na semana passada, a penhora dos rendimentos do empresário que excedam "três remunerações mínimas garantidas" no Brasil, país onde reside há quatro anos, conta o semanário Expresso deste sábado, 16 de novembro.
 
O rendimento do antigo patrão da Prebuild está assim limitado a algo equivalente a 800 euros mensais, com a sentença judicial a salvaguardar as pensões de alimentos aos filhos menores do anterior casamento de Gama Leão, que depois de uma romena e uma portuguesa, casou-se com uma brasileira, adotando o regime de separação de bens.
 
Quando o Novo Banco avançou com o pedido de insolvência do empresário, em abril de 2017, já Gama Leão tinha vendido a sua casa na Beloura e feito as partilhas com o irmão Martinho, que ficou dono das operações em Angola, transferindo-se para um condomínio de luxo em São Paulo, morando atualmente em Campo Grande, a capital do Estado de Mato Grosso do Sul, onde reside a família da esposa Suellen.
 
Então quais foram os rendimentos que Gama Leão nomeou no processo? "Infelizmente, não tenho rendimentos. Todo o património que tinha estava dentro das empresas", respondeu ao Expresso. "Como se diz no Brasil, vendo o almoço para pagar o jantar", rematou.
 
Apesar de garantir não ter dinheiro nem bens, o Expresso confirmou que o empresário viaja com regularidade para Portugal, "onde chegou no início do mês e só regressa depois do Natal".
 
E foi na capital portuguesa que atendeu a chamada telefónica do jornal, revelando que se encontra instalado num "hotel modesto", em Cascais. E como paga o hotel? "É um hotel barato, tenho família que ajuda, não tenho nada a esconder. Não ando a pedir na rua, mas já faltou mais", respondeu.
 
E deixou um desabafo: "Aos bandidos que ficaram com milhões e milhões, ninguém lhes toca."

Falar bem inglês
05/12/2019 20:14

Saudi Aramco encaixou 25,6 mil milhões de dólares no maior IPO de sempre
05/12/2019 19:01

General Motors e LG vão investir 2,1 mil milhões em baterias para carros elétricos
05/12/2019 18:53

Vista Alegre conclui aumento de capital com "desconto" de 25%. Procura supera a oferta
05/12/2019 18:07

Fecho dos mercados: Disputa comercial sem novidade deixou bolsas sem rumo definido
05/12/2019 17:26

PSI-20 sobe pela segunda sessão com CTT a valorizar mais de 3%
05/12/2019 16:47

OPEP acorda novos cortes. Produção pode diminuir mais 500 mil barris por dia
05/12/2019 16:17

Concerto de Natal Marcolino
05/12/2019 15:51

Impeachment a Trump vai avançar por "tentar corromper" eleições de 2020
05/12/2019 15:13

Wall Street abre em alta com novo otimismo comercial
05/12/2019 14:42

Legislação laboral e fiscalidade prejudicam salários
05/12/2019 14:07

Perto do fim, CFD do Nasdaq animam corrida semanal renhida
05/12/2019 12:34

Processos em tribunal por iniciativa do Fisco caíram 30% em quatro anos
05/12/2019 11:49

Aston Martin dispara mais de 9% com possível OPA de bilionário da Fórmula 1
05/12/2019 11:39

De volta às compras de luxo: dona da Gucci tem Moncler na mira
05/12/2019 10:57

Só quatro países da UE crescem menos que Portugal
05/12/2019 10:29

Companhia aérea da África do Sul recebe resgate de 245 milhões de euros
05/12/2019 09:59

Abertura dos mercados: Bolsas europeias continuam a subir, libra renova máximos e petróleo alivia
05/12/2019 09:23

PSI-20 de novo no verde com EDP e Galp a sustentar
05/12/2019 08:11

Administrador executivo da Orey Antunes pede renúncia após pedido de PER
05/12/2019 08:02

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco