Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

PS aprova sozinho alteração ao diploma que prevê 7.500 assinaturas para petição ir a plenário
25/09/2020 13:59

Depois da votação de cada uma das alterações, quase todas aprovadas apenas com o voto favorável do PS, a versão final do diploma mereceu os votos favoráveis do PS, a abstenção do PSD e votos contra das restantes bancadas e deputados (BE, PCP, PEV, CDS-PP, PAN, IL, Chega e deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues).

Em agosto, o Presidente da República vetou o diploma que elevou de quatro mil para dez mil o número de assinaturas necessárias para que uma petição pública seja apreciada em plenário, um decreto que teve origem numa iniciativa do PSD e foi, na altura, aprovada apenas com votos favoráveis de sociais-democratas e da bancada do PS.

A proposta de alteração apresentada esta semana pelo PS visa diminuir para 7.500 as assinaturas necessárias para a apreciação de uma petição em plenário, e estabelece que aquelas que recolham entre 2.500 e 7.500 serão debatidas em comissão.

No debate de hoje, de reapreciação do decreto vetado, o deputado Pedro Delgado Alves (PS) afirmou que nos "casos em que aquilo que os cidadãos solicitam está ligado a uma determinada data ou determinado evento," os socialistas propõem que o relator do parecer possa recomendar "o agendamento antecipado da petição, para garantir que esta não perde atualidade", enquanto até agora estas iniciativas eram agendadas por ordem de entrada.

A proposta de alteração do PS visa ainda que as iniciativas legislativas de cidadãos "que não preencham os requisitos" para serem admitidas, possam ser tratadas como petições.

Pedro Delgado Alves justificou que existe "um atraso extraordinariamente significativo no tempo de resposta que o parlamento muitas vezes dá aos cidadãos", mas estas alterações mereceram críticas de vários partidos, que consideraram colocar dificuldades à participação dos cidadãos na política.

O PSD apenas votou favoravelmente a alteração relativa às iniciativas legislativas de cidadãos, tendo-se abstido nas restantes.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, justificou o veto "por imperativo de consciência cívica", considerando que "o passo dado representa um sinal negativo" para a democracia.

Na iniciativa original, o PSD pretendia que o número mínimo de assinaturas necessárias para discussão de uma petição em plenário passasse a ser de 15.000, mas esse artigo acabou 'chumbado' na especialidade, em que foi aprovada uma proposta de alteração do PS que fixou esse limite mínimo em 10 mil assinaturas, agora novamente reduzido após o veto presidencial.

Covid-19: Itália supera pela primeira vez os 30.000 contágios diários
30/10/2020 17:00

Iniciativa Liberal avisa que vai opor-se a eventual recolher obrigatório em todo o país
30/10/2020 16:51

PSI-20 em destaque na Europa com BCP a disparar 8%
30/10/2020 16:44

Europa foi o principal disseminador do novo coronavírus
30/10/2020 16:14

A comunicação da sustentabilidade não é fácil
30/10/2020 16:00

Bracarense Nutrium angaria 4,25 milhões para melhorar nutrição da população
30/10/2020 15:48

Taxa de ocupação nos hospitais ultrapassou os 80%
30/10/2020 15:30

Preço da gasolina cai para mínimos de quase cinco meses na próxima semana
30/10/2020 15:15

Governo enaltece "compreensão" com restrições de circulação
30/10/2020 15:00

Paulo Campos Costa: ?A comunicação sustentável exige clareza e falar verdade?
30/10/2020 14:30

Comissão Europeia pede que se transfiram já pacientes com covid-19 entre países
30/10/2020 14:23

Presidente do PSG absolvido e ex-número dois da FIFA escapa a prisão
30/10/2020 14:18

Portugal regista recorde diário de casos e mortes por covid-19
30/10/2020 14:02

Durão Barroso: Pandemia está a provocar uma "revolução e vai acelerar"
30/10/2020 13:55

Pesquisas dos portugueses para comprar online mais que duplicaram até julho
30/10/2020 13:53

Pedreiras alertam para implosão da ?bazuca? de obras do Governo
30/10/2020 13:46

Durão Barroso: Até ao final do ano poderá haver autorização para algumas vacinas
30/10/2020 13:35

Família Dokolo agradece "solidariedade" em "momento de enorme tristeza e dor"
30/10/2020 13:29

BE incentiva governo a explicar medidas contra a covid-19 aos portugueses
30/10/2020 13:21

EDP melhora meta de lucro recorrente de 2020 para 900 milhões de euros
30/10/2020 13:14

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco