Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

EDP sobe fasquia na descarbonização e quer reduzir emissões em 90% face a 2015
30/10/2020 12:21

A EDP – Energias de Portugal avança uma meta mais ambiciosa para a descarbonização. Até 2030, a empresa irá reduzir em 90% as suas emissões específicas diretas de CO2 face aos níveis de 2015, quando o objetivo anterior comparava com os indicadores de 2005.

Esta meta é sustentada pela decisão de antecipar o fecho das centrais a carvão na Península Ibérica e pelo contínuo crescimento da produção a partir de energias renováveis, explica a elétrica.

Ao mesmo tempo que a empresa trabalha para esta meta, assume também o compromisso de diminuir em 40% as suas emissões indiretas de CO2.

Com a revisão destas metas de sustentabilidade, a Science Based Target initiative (SBTi) – organização que avalia e aprova as iniciativas das empresas para uma economia de baixo carbono e combate às alterações climáticas – reconhece que a estratégia de descarbonização da EDP está alinhada com a trajetória definida pela ciência de limitar o aumento da temperatura média global a 1,5ºC.

No contexto da iniciativa Business Ambition for 1.5ºC, a EDP comprometeu-se a estabelecer uma meta de redução de emissões de CO2 consistente com o que a ciência climática define como necessária para limitar o aquecimento global ao nível mais exigente do Acordo de Paris. A carta que fixou este compromisso foi subscrita por mais de 300 das maiores companhias globais, sendo que 200 já foram reconhecidas pela SBTi com este nível de ambição mas apenas cinco são do setor elétrico, incluindo agora a EDP.

A SBTi é uma organização não-governamental (ONG) que nasceu da colaboração entre o Carbon Disclosure Project (CDP), a UN Global Compact (UNGC), o World Resources Institute (WRI) e o World Wide Fund for Nature (WWF), e quer mobilizar as empresas a definirem metas com níveis de ambição alinhados com a ciência.

Governo apoia proposta do PEV para agravar IMI e IMT a empresas em offshores
24/11/2020 14:15

Portugal supera as quatro mil mortes por covid-19. Há mais 3.919 casos
24/11/2020 14:15

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, agora com Moderna
24/11/2020 14:08

Novas tabelas de retenção do IRS para 2021 publicadas na próxima semana
24/11/2020 13:54

PSI-20 em máximos de julho com Nos e Galp a dispararem mais de 6%
24/11/2020 13:40

Humorista produz cerveja Alma Brasileira para atestar sotaque em Portugal
24/11/2020 13:27

Empresas estrangeiras em Portugal empregavam 17% da população ativa em 2019
24/11/2020 13:24

O digital chega aos campos
24/11/2020 13:15

Media Capital desafia ERC e nomeia nova administração com Mário Ferreira como "chairman"
24/11/2020 13:00

Completar a baixa do IVA da restauração pode custar quase 400 milhões, estima UTAO
24/11/2020 12:41

Islândia quer retomar turismo, mas só para os visitantes ricos
24/11/2020 12:36

Grupo AMCONFRARIA passa a representar a SEAT e CUPRA em Coimbra
24/11/2020 12:28

Um novo hotel abre portas em Portugal a 25 de novembro
24/11/2020 12:19

Governo repete que este não é o momento de discutir a "dedicação plena dos profissionais de saúde"
24/11/2020 12:12

Suspensão do pagamento por conta pesa 1.500 milhões em 2021, mas é compensado em 2022
24/11/2020 12:03

PS rejeita Portal da Transparência da IL que já tinha aprovado no passado com o PAN
24/11/2020 11:54

Preços da eletricidade descem na UE. Portugal com a 8ª mais cara
24/11/2020 11:45

Reino Unido encurta quarentena para viajantes que paguem o teste
24/11/2020 11:36

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V
24/11/2020 11:22

Efacec torna Ruanda totalmente eletrificado por 10,5 milhões
24/11/2020 11:03

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco