Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Efacec torna Ruanda totalmente eletrificado por 10,5 milhões
24/11/2020 11:03

"A Efacec acaba de contribuir para um objetivo histórico da República do Ruanda: a eletrificação total do país em 2023", anunciou a empresa atualmente controlada pelo Estado português, esta terça-feira, 24 de novembro, em comunicado.

 

"Pela primeira vez, a rede elétrica desta nação africana atinge o nível de tensão de 220kV graças à instalação de três subestações de alta tensão pela empresa portuguesa", enfatiza a Efacec, explicando que "estas infraestruturas são essenciais para o desenvolvimento económico e social do Ruanda ao distribuir eletricidade até às zonas rurais deste país africano".

 

Trata-se do culminar de um processo iniciado há mais de três anos, quando a Efacec anunciou que tinha ganhado o projeto de engenharia, fornecimento, supervisão e comissionamento destas três novas subestações no Ruanda, um contrato de 10,5 milhões de euros.

 

A Efacec foi, na altura, a escolhida pelo consórcio vencedor do concurso internacional lançado pela República do Ruanda para esta empreitada, que consistiu na realização de três subestações (SE Mamba de 220kV, SE de Rwabusoro de 220/110/11kV e SE de Bugesera de 220/110/11kV).

 

"Esta obra será fundamental para escoar os 80MW produzidos na Central Elétrica de Hakan Mamba para a rede elétrica nacional, para alimentar o novo Aeroporto Internacional e o Parque Industrial de Bugesera", adianta a Efacec, concluindo que "este projeto vai dar um contributo significativo para que em 2023 100% da população esteja ligada à rede elétrica do Ruanda".

 

Recorde-se que, em julho passado, o Governo português decidiu nacionalizar a posição de Isabel dos Santos na Efacec, indicando logo nessa ocasião que pretendia reprivatizar a empresa.

 

Entretanto, o Novo Banco, o BCP e Caixa Geral de Depósitos (CGD) interpuseram duas ações de execução sobre a empresa de Isabel dos Santos que detinha o controlo da Efacec antes da nacionalização da empresa.

 

 

Couche-Tard desiste de comprar Carrefour
16/01/2021 19:07

Três comissários europeus em isolamento após contacto com João Leão
16/01/2021 18:35

JPMorgan e Goldman Sachs entre os analistas otimistas para as ações europeias
16/01/2021 18:00

Hospital Santa Maria está em "sobre-esforço" e "tem limites"
16/01/2021 17:31

Crescem as bolhas personalizadas para jantar fora em Nova Jérsia
16/01/2021 17:18

Covid-19: Teste feito hoje por Marcelo Rebelo de Sousa com resultado negativo
16/01/2021 16:27

João Leão testa positivo à covid-19
16/01/2021 15:42

Portugal com recorde de 10.947 casos de covid-19 e 166 mortes
16/01/2021 14:17

Torres Vedras pede voluntários para lares por falta de brigadas de intervenção rápida
16/01/2021 14:11

João Ferreira diz que PR deixou jovens em situação de "vulnerabilidade"
16/01/2021 14:01

Marisa critica que apenas 1% do orçamentado seja gasto com cuidadores informais
16/01/2021 13:54

Mayan foi ao aeroporto de Faro mostrar que a TAP abandonou o país
16/01/2021 13:37

Liga dos Bombeiros diz que há doentes retidos durante horas nas macas em ambulâncias
16/01/2021 12:45

Fusão da Fiat e Peugeot efetivada hoje
16/01/2021 12:33

Subida dos custos de transporte traz novo obstáculo à economia global
16/01/2021 12:00

Josep Borrell espera que presidência portuguesa da UE "seja a presidência para África"
16/01/2021 11:42

António Saraiva: "Já perdemos cerca de 200 mil empregos" e "receio que este número dobre"
16/01/2021 11:02

Armin Laschet é o novo líder da CDU na Alemanha
16/01/2021 10:43

Eurosondagem: PS atinge melhor resultado desde as legislativas e Chega ultrapassa CDU
16/01/2021 10:31

Marcelo sugere que ex-responsáveis da PGR sejam ouvidos sobre vigilância a jornalistas
16/01/2021 10:27

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco