Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Presidenciais: Sondagem dá vitória a Marcelo com 63% e Ana Gomes com mais quatro pontos que Ventura
20/01/2021 21:45



A sondagem dá a Ana Gomes 14% das intenções de voto, mais quatro pontos percentuais do que André Ventura, candidato e líder do partido de extrema-direita Chega (10%).

João Ferreira, o candidato apoiado pelo PCP, surge com 5%, dois pontos percentuais à frente da candidata do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, que recolhe 3%.

Nesta sondagem da Católica, Marisa Matias está empatada com o candidato apoiado pela Iniciativa Liberal, Tiago Mayan Gonçalves, que também recolhe 3% das preferências dos inquiridos.

Vitorino Silva, o líder do partido RIR, mais conhecido por Tino de Rans, está na última posição com 2%.

O estudo da Católica para a RTP e o Público indica ainda que 62% dos inquiridos dão por garantido que irão votar no próximo domingo.

Segundo a ficha técnica da sondagem, o inquérito da Universidade Católica foi realizado entre os dias 11 e 14 de janeiro e baseia-se em 2.001 inquéritos válidos a eleitores residentes em Portugal.

Os inquiridos foram selecionados aleatoriamente a partir duma lista de números de telemóvel, também ela gerada de forma aleatória, e as entrevistas foram efetuadas por telefone.

A taxa de resposta foi de 44% e a margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 2001 inquiridos é de 2,2%, com um nível de confiança de 95%.

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para domingo e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

A campanha eleitoral termina na sexta-feira. Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP) Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

Mota-Engil propõe reduzir deliberações que precisam de aprovação de 70,01% dos acionistas
26/02/2021 23:01

TAP: Tripulantes aprovam acordo de emergência na companhia
26/02/2021 22:23

Em 53 países, Portugal é dos piores sítios onde se estar na era covid-19
26/02/2021 21:52

DBRS mantém rating de Portugal três níveis acima de lixo
26/02/2021 21:18

Dow e S&P 500 caem e Nasdaq recupera. Mas o mês foi positivo para todos
26/02/2021 21:13

Sem Félix nem "Champions", lucros da Benfica SAD caem 92% no primeiro semestre
26/02/2021 21:02

Pilotos aprovam acordo de emergência na TAP
26/02/2021 20:38

Cellnex: "Portugal é estratégico"
26/02/2021 20:27

EUA mostram abertura para tributação de tecnológicas, diz ministro italiano
26/02/2021 19:47

CDS-PP recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa
26/02/2021 19:25

Corrida a carteira de hotéis de 1.400 milhões entra em fase decisiva
26/02/2021 19:09

Jerónimo Martis compra 66,68% da marroquina Mediterranean Aquafarm
26/02/2021 18:18

Governo apresenta plano de desconfinamento a 11 de março
26/02/2021 17:59

Governo mantém restrições porque "situação apesar de melhor ainda é má"
26/02/2021 17:51

Estacionamento continua gratuito em Lisboa enquanto houver confinamento
26/02/2021 17:15

Queda de 4% da Galp penaliza última sessão do mês do PSI-20
26/02/2021 16:43

Fevereiro foi o terceiro pior mês em bolsa na história da EDP Renováveis
26/02/2021 16:41

Tribunal de Contas dá luz verde ao contrato de serviço público da Transtejo
26/02/2021 16:11

Moedas eletrónicas passam a ser fator de risco de branqueamento de capitais
26/02/2021 15:39

Farfetch prepara passo na China com finanças "bastante saudáveis"
26/02/2021 15:05

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco