Este website utiliza cookies (identificadores de sessão) para ter uma melhor experiência de navegação, utilização e para personalizar o conteúdo e anúncios disponibilizados. Clique aqui para obter mais informação sobre a utilização dos cookies e alterar os parâmetros de gestão de cookies.

Cookies Essenciais

  • Essenciais

  • Analíticos

  • Funcionalidade

  • Remarketing

Cookies Essenciais

São necessárias para otimizar a navegação e aceder a certas áreas e funcionalidades do website (acesso a áreas seguras do website através de um início de sessão). Estes Cookies estão sempre ativados.

Estes Cookies estão sempre Activos

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Morreu Jill Jolliffe, jornalista que testemunhou invasão indonésia de Timor
03/12/2022 12:47

A jornalista australiana Jill Jolliffe, que testemunhou as primeiras incursões militares indonésias em Timor-Leste, morreu na sexta-feira, aos 77 anos de idade, afirmou à agência Lusa fonte ligada à família.

A jornalista, que chegou a viver em Portugal, testemunhou as primeiras incursões militares indonésias em território timorense, em setembro de 1975, tendo noticiado a morte de cinco colegas de profissão em outubro daquele ano (Brian Peters, Greg Shackleton, Gary Cunningham, Malcolm Rennie e Tony Stewart), assassinados na localidade de Balibó, tendo ficado conhecidos como os "Cinco de Balibó".

Os cinco jornalistas foram mortos numa operação clandestina das forças especiais da Indonésia, em preparação para a invasão do território, que era até então uma colónia portuguesa.

O livro que Jill Jolliffe escreveu, "Cover Up - The inside story of the Balibo Five", inspirou a longa-metragem realizada por Robert Connolly e protagonizada por Anthony LaPaglia, que estreou em 2009 na Austrália.

O antigo presidente timorense Xanana Gusmão lamentou este sábado a morte da jornalista australiana.

"É com grande tristeza que soubemos da morte de Jill Jolliffe, uma aclamada jornalista australiana, ativista política e que sempre lutou pela justiça em Timor-Leste. Jill era uma heroína do povo timorense", afirmou Xanana Gusmão, numa nota enviada à agência Lusa.

"Jill foi uma ativista, uma rebelde, uma lutadora. Expôs de forma persistente a realidade da ocupação militar indonésia e apoiou a luta do povo timorense. Terá sempre um lugar especial na nossa história nacional. Ela é uma de nós", afirmou.

Xanana Gusmão salientou que a jornalista apoiou a luta de independência timorense, com grandes sacrifícios pessoais, recordando a cobertura que fez em 1975, aquando das primeiras incursões indonésias e do caso dos "Cinco de Balibó".

"Jill estava em Dili para cobrir a proclamação de independência a 28 de novembro de 1975. Ela tirou fotografias dos nossos líderes, incluindo do presidente Nicolau Lobato, que serão para sempre imagens preciosas e icónicas para a nossa nação", recordou o antigo presidente timorense.

Para Xanana Gusmão, Jill Jolliffe tornou-se "uma ativista incansável pela causa timorense, trabalhando de forma inexorável para expor os horrores da ocupação [indonésia] ao mundo".

A jornalista, que publicou o seu primeiro livro sobre Timor em 1978, regressou ao país em 1994, tendo encetado uma viagem clandestina pelas montanhas para entrevistar um dos líderes da resistência, Konis Santana, por forma a expor os abusos dos direitos humanos por parte das forças indonésias no país.

Jill Jolliffe recebeu em 2014 a Medalha da Ordem da Solidariedade por parte do Governo de Timor-Leste.

TAP: PS esclarece que viabilizará proposta de inquérito do BE através da abstenção
01/02/2023 23:13

Meta dispara 18% com receitas acima do esperado
01/02/2023 21:37

Powell fala em "desinflação" e Wall Street brilha. Nasdaq pula 2%
01/02/2023 21:25

"Há mais subidas por vir", adverte Powell
01/02/2023 19:44

Comissão executiva do BPI passa para seis membros até 2025
01/02/2023 19:15

Novo Banco aprova nome da Lone Star para novo CFO
01/02/2023 19:04

Governo recusa tirar benefícios do SIFIDE aos fundos de investimento
01/02/2023 18:20

Marcelo envia para o Constitucional decreto sobre associações públicas profissionais
01/02/2023 17:53

Mercado automóvel dispara 43% em janeiro. Elétricos pesam mais de 15%
01/02/2023 17:28

PSI fecha em alta com ajuda do BCP e papeleiras
01/02/2023 16:56

Pau Palacios é o novo Diretor de Operações da Stuart Espanha e Portugal
01/02/2023 16:50

PS recua e permite que trabalhadores renunciem nalguns casos a créditos salariais
01/02/2023 16:42

TAP: "Queremos responsabilizar quem sabia e quem não sabia e tinha de saber", diz Bloco
01/02/2023 16:25

OPEP e aliados mantêm nível de produção de petróleo em 2023
01/02/2023 16:09

PCP contesta simplificação de baixas e provoca novo atraso em toda a lei laboral
01/02/2023 15:58

Espanhola Demium entra nas lisboetas Liisa e Viveel. Soma 20 startups em Portugal
01/02/2023 15:53

Reino Unido dá primeiro passo para regulação das criptomoedas
01/02/2023 15:50

Angola importou mais 40% de alimentos no valor de mais de dois mil milhões de dólares em 2022
01/02/2023 15:24

Concluída venda da operação da Vodafone na Hungria. Estado fica com 49%
01/02/2023 15:07

EDP instala 100 mil painéis solares domésticos na Península Ibérica em 2022
01/02/2023 14:36

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco