Este website utiliza cookies (identificadores de sessão) para ter uma melhor experiência de navegação, utilização e para personalizar o conteúdo e anúncios disponibilizados. Clique aqui para obter mais informação sobre a utilização dos cookies e alterar os parâmetros de gestão de cookies.

Cookies Essenciais

  • Essenciais

  • Analíticos

  • Funcionalidade

  • Remarketing

Cookies Essenciais

São necessárias para otimizar a navegação e aceder a certas áreas e funcionalidades do website (acesso a áreas seguras do website através de um início de sessão). Estes Cookies estão sempre ativados.

Estes Cookies estão sempre Activos

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Embaixada da Ucrânia em Lisboa recebeu dois envelopes suspeitos
05/12/2022 17:51

A embaixada da Ucrânia em Lisboa recebeu esta tarde dois envelopes suspeitos, tendo chamado a PSP que está no local com meios da Unidade Especial de Polícia, disse à Lusa fonte policial.

A embaixada da Ucrânia em Lisboa confirmou à Lusa que chamou a Polícia de Segurança Pública depois de ter identificado "correspondência suspeita".

Segundo a mesma fonte policial, o alerta foi dado cerca das 15:00 e pelas 17:00 ainda estavam no local equipas da Unidade Especial de Polícia, nomeadamente do Centro de Inativação de Engenhos Explosivos e Segurança Subsolo, para despiste dos envelopes suspeitos.

O trânsito na Avenida das Descobertas, onde se encontram várias embaixadas, está cortado e no local estão meios da PSP a garantir perímetro de segurança.

"Hoje recebemos a correspondência suspeita que outras missões [ucranianas] já haviam recebido na semana passada", disse à Lusa fonte da embaixada ucraniana.

A mesma fonte não soube precisar o conteúdo dos volumes trazidos por um carteiro, uma vez que os mesmos levantaram imediatamente suspeitas e não chegaram a ser abertos, tendo sido logo alertada a polícia.

As "características suspeitas" da correspondência, que o atual protocolo de segurança da embaixada determina que não podem ser aceites, tinham a ver com "o formato e o remetente", adiantou a fonte da Embaixada.

"O pessoal viu imediatamente que [a correspondência] era suspeita, alertou a polícia e o carteiro acabou por ficar retido" nas instalações da missão diplomática, onde ainda se encontram ainda agentes policiais "em grande número", disse a mesma fonte.

Na sexta-feira, gabinete do secretário-geral do Sistema de Segurança Interna (SSI), Paulo Viseu Pinheiro, anunciou à Lusa que as autoridades portuguesas reforçaram a proteção da embaixada da Ucrânia em Lisboa e admitem reapreciar o nível de ameaça em Portugal, após cartas armadilhadas terem sido recebidas por entidades em Espanha.

Segundo o SSI, a Unidade de Coordenação Antiterrorismo (UCAT), que funciona no quadro do Sistema de Segurança Interna, "está a acompanhar atentamente a situação" e que se encontra em "estreita articulação com os seus parceiros espanhóis, europeus e internacionais".

"Caso, fruto dessa cooperação com Espanha e parceiros internacionais, e da nossa análise interna, se justifique uma reapreciação do grau de ameaça e segurança, serão tomadas de imediato pelas autoridades competentes as correspondentes e adequadas medidas de alerta e dispositivo de segurança", acrescentou o gabinete do secretário-geral do SSI.

A UCAT agrega o Serviço de Informações de Segurança (SIS) - que avalia o grau de ameaça em território nacional -, a Polícia Judiciária (PJ) - que tem a competência de investigação do terrorismo --, a PSP -- que faz a proteção das instalações diplomáticas e "preventivamente reforçou a proteção da Embaixada da Ucrânia em Lisboa" -, a GNR, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a Polícia Marítima e o Serviço de Informações Estratégicas e de Defesa (SIED).

O SSI assegurou ainda que todas estas entidades estão "a trabalhar de forma articulada e permanente" com os parceiros internacionais, em especial com os congéneres espanhóis do SIS e da PJ.

A 30 de novembro, um homem ficou ferido sem gravidade na embaixada da Ucrânia em Madrid devido à explosão de um artefacto que estava dentro de um envelope. Desde então, já foi revelada pelas autoridades espanholas a existência de mais cinco cartas com explosivos, a última das quais na embaixada do Estados Unidos em solo espanhol.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança do Governo espanhol, Rafael Pérez, os outros envelopes com explosivos intercetados na última semana foram enviados para o primeiro-ministro, a ministra da Defesa, um centro de satélites e uma empresa de armamento.

O envelope enviado ao primeiro-ministro, Pedro Sánchez, foi intercetado.

TAP: PS esclarece que viabilizará proposta de inquérito do BE através da abstenção
01/02/2023 23:13

Meta dispara 18% com receitas acima do esperado
01/02/2023 21:37

Powell fala em "desinflação" e Wall Street brilha. Nasdaq pula 2%
01/02/2023 21:25

"Há mais subidas por vir", adverte Powell
01/02/2023 19:44

Comissão executiva do BPI passa para seis membros até 2025
01/02/2023 19:15

Novo Banco aprova nome da Lone Star para novo CFO
01/02/2023 19:04

Governo recusa tirar benefícios do SIFIDE aos fundos de investimento
01/02/2023 18:20

Marcelo envia para o Constitucional decreto sobre associações públicas profissionais
01/02/2023 17:53

Mercado automóvel dispara 43% em janeiro. Elétricos pesam mais de 15%
01/02/2023 17:28

PSI fecha em alta com ajuda do BCP e papeleiras
01/02/2023 16:56

Pau Palacios é o novo Diretor de Operações da Stuart Espanha e Portugal
01/02/2023 16:50

PS recua e permite que trabalhadores renunciem nalguns casos a créditos salariais
01/02/2023 16:42

TAP: "Queremos responsabilizar quem sabia e quem não sabia e tinha de saber", diz Bloco
01/02/2023 16:25

OPEP e aliados mantêm nível de produção de petróleo em 2023
01/02/2023 16:09

PCP contesta simplificação de baixas e provoca novo atraso em toda a lei laboral
01/02/2023 15:58

Espanhola Demium entra nas lisboetas Liisa e Viveel. Soma 20 startups em Portugal
01/02/2023 15:53

Reino Unido dá primeiro passo para regulação das criptomoedas
01/02/2023 15:50

Angola importou mais 40% de alimentos no valor de mais de dois mil milhões de dólares em 2022
01/02/2023 15:24

Concluída venda da operação da Vodafone na Hungria. Estado fica com 49%
01/02/2023 15:07

EDP instala 100 mil painéis solares domésticos na Península Ibérica em 2022
01/02/2023 14:36

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco