Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Governo francês reduz lotação diária de Roland Garros para 1.000 pessoas
25/09/2020 00:59

A lotação máxima diária do torneio de Roland Garros em ténis foi reduzida para 1.000 pessoas, face às medidas aplicadas pelo governo francês para conter a propagação da covid-19 no país, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro gaulês.

Inicialmente, estava previsto que o 'Grand Slam' francês pudesse acolher até 5.000 pessoas diariamente, entre participantes e pessoal da organização, mas o primeiro-ministro francês, Jean Castex, revelou que terá de haver uma redução.

Em entrevista ao canal de televisão France 2, Castex afirmou que em Roland Garros serão aplicadas "as mesmas medidas que em qualquer outro local", tendo em conta que espetáculos ou eventos realizados em França têm uma lotação máxima de 1.000 pessoas.

"Não há nenhuma razão para não fazermos o mesmo que em outros locais", disse Castex, poucas horas depois de o diretor do torneio, Guy Forget, ter manifestado confiança em poder receber 5.000 pessoas, tendo em conta que o recinto tem 12 hectares.

O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, anunciou na quinta-feira um aumento das restrições no país, de forma a conter a propagação do novo coronavírus, particularmente nas áreas mais afetadas, entre as quais Paris e a zona metropolitana da capital.

O quadro principal do torneio de Roland Garros, que estava agendado para se disputar entre 24 de maio e 07 de junho últimos e que foi adiado devido à pandemia de covid-19, arranca no domingo, em Paris.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 978.448 mortos e quase 32 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

França é um dos países do mundo mais afetados pela pandemia, registando 31.511 mortos e mais de 497 mil casos de infeção confirmados.

A comunicação da sustentabilidade não é fácil
30/10/2020 16:00

Bracarense Nutrium angaria 4,25 milhões para melhorar nutrição da população
30/10/2020 15:48

Taxa de ocupação nos hospitais ultrapassou os 80%
30/10/2020 15:30

Preço da gasolina cai para mínimos de quase cinco meses na próxima semana
30/10/2020 15:15

Governo enaltece "compreensão" com restrições de circulação
30/10/2020 15:00

Paulo Campos Costa: ?A comunicação sustentável exige clareza e falar verdade?
30/10/2020 14:30

Comissão Europeia pede que se transfiram já pacientes com covid-19 entre países
30/10/2020 14:23

Presidente do PSG absolvido e ex-número dois da FIFA escapa a prisão
30/10/2020 14:18

Portugal regista recorde diário de casos e mortes por covid-19
30/10/2020 14:02

Durão Barroso: Pandemia está a provocar uma "revolução e vai acelerar"
30/10/2020 13:55

Pesquisas dos portugueses para comprar online mais que duplicaram até julho
30/10/2020 13:53

Pedreiras alertam para implosão da ?bazuca? de obras do Governo
30/10/2020 13:46

Durão Barroso: Até ao final do ano poderá haver autorização para algumas vacinas
30/10/2020 13:35

Família Dokolo agradece "solidariedade" em "momento de enorme tristeza e dor"
30/10/2020 13:29

BE incentiva governo a explicar medidas contra a covid-19 aos portugueses
30/10/2020 13:21

EDP melhora meta de lucro recorrente de 2020 para 900 milhões de euros
30/10/2020 13:14

Transportes públicos sem aumento de preço em 2021
30/10/2020 12:43

EDP é a empresa do setor que mais sobe na Europa após resultados "acima do esperado"
30/10/2020 12:38

EDP sobe fasquia na descarbonização e quer reduzir emissões em 90% face a 2015
30/10/2020 12:21

As oito tendências emergentes no contexto da pandemia Covid-19
30/10/2020 12:16

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco