Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Pedreiras alertam para implosão da ?bazuca? de obras do Governo
30/10/2020 13:46

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal, que corporiza o plano de investimentos do Governo para a próxima década, prevê a execução de grandes obras públicas e um forte investimento na descarbonização do país, o que vai gerar um exponencial aumento da procura de matérias-primas, desde a pedra para a construção ao cobre para a produção de cabos elétricos, ou o lítio para a produção de baterias

 

Trata-se de materiais que a indústria extrativa nacional poderá ficar impedida de fornecer, se a legislação sobre o setor não for "devidamente adequada", alerta a Associação Nacional da Indústria Extrativa e Transformadora (ANIET).

 

"Dezenas de obras públicas anunciadas correm o risco de não serem concretizadas, devido à previsível incapacidade do setor extrativo em cumprir prazos, motivada por uma legislação que se prevê desadequada às urgências da retoma económica", considera a ANIET, em comunicado.

 

O plano de investimentos que o Governo anunciou para a próxima década, aliado ao plano europeu de descarbonização dos transportes e da produção, é visto "com profunda apreensão pelo setor extrativo, que se debate com legislação previsivelmente desadequada".

 

"Congratulamo-nos com o anúncio do primeiro-ministro sobre o plano de investimento em dezenas de obras públicas para a próxima década. No entanto, com a regulamentação prevista, nomeadamente os projetos de decreto-lei das leis de minas e de pedreiras, recentemente em consulta pública, receamos que o setor não consiga responder de forma eficaz", afirma Francelina Pinto, diretora-geral da ANIET.

 

"As exigências e prazos previstos nos novos decretos-lei, assim como a necessidade de resposta atempada por parte da Administração Pública, por exemplo, irão inviabilizar as adaptações em tempo útil, uma vez que o processo de adaptação se prevê com excessiva burocracia e com pareceres dados por uma multiplicidade de organismos, o que certamente provocará uma espiral de atrasos que, muitas vezes, poderá matar os projetos", avisa a mesma dirigente associativa.

 

"O Governo tem anunciado o Simplex, mas, no caso do setor extrativo parece aplicar o ‘Complex’", conclui Francelina Pinto.

 

A ANIET defende a necessidade de revisão do enquadramento legal, "que deverá, porém, ser concretizada num espírito de desburocratização, adequação, adaptação e promoção do setor, sem esquecer as preocupações de índole ambiental e de inserção social e económica, essenciais no atual contexto da economia mundial", remata a associação.

A inovação no tomate para o Japão e a organização na pera-rocha para a Alemanha
24/11/2020 15:15

Governo apoia proposta do PEV para agravar IMI e IMT a empresas em offshores
24/11/2020 14:15

Portugal supera as quatro mil mortes por covid-19. Há mais 3.919 casos
24/11/2020 14:15

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, agora com Moderna
24/11/2020 14:08

Novas tabelas de retenção do IRS para 2021 publicadas na próxima semana
24/11/2020 13:54

PSI-20 em máximos de julho com Nos e Galp a dispararem mais de 6%
24/11/2020 13:40

Humorista produz cerveja Alma Brasileira para atestar sotaque em Portugal
24/11/2020 13:27

Empresas estrangeiras em Portugal empregavam 17% da população ativa em 2019
24/11/2020 13:24

O digital chega aos campos
24/11/2020 13:15

Media Capital desafia ERC e nomeia nova administração com Mário Ferreira como "chairman"
24/11/2020 13:00

Completar a baixa do IVA da restauração pode custar quase 400 milhões, estima UTAO
24/11/2020 12:41

Islândia quer retomar turismo, mas só para os visitantes ricos
24/11/2020 12:36

Grupo AMCONFRARIA passa a representar a SEAT e CUPRA em Coimbra
24/11/2020 12:28

Um novo hotel abre portas em Portugal a 25 de novembro
24/11/2020 12:19

Governo repete que este não é o momento de discutir a "dedicação plena dos profissionais de saúde"
24/11/2020 12:12

Suspensão do pagamento por conta pesa 1.500 milhões em 2021, mas é compensado em 2022
24/11/2020 12:03

PS rejeita Portal da Transparência da IL que já tinha aprovado no passado com o PAN
24/11/2020 11:54

Preços da eletricidade descem na UE. Portugal com a 8ª mais cara
24/11/2020 11:45

Reino Unido encurta quarentena para viajantes que paguem o teste
24/11/2020 11:36

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V
24/11/2020 11:22

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco