Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Há portugueses que assumem declarar rendimentos ilícitos no IRS
17/04/2021 18:49

Na decisão instrutória da Operação Marquês, o juiz Ivo Rosa decidiu não pronunciar José Sócrates por fraude fiscal qualificada - entre muitos outros crimes -, argumentando que os rendimentos obtidos através de um crime não tinham de ser declarados ao fisco.

 

Disse até que este crime não se enquadra em nenhuma das categorias previstas no IRS.

 

Mas há já mais de duas décadas que a lei prevê a declaração de rendimentos de atos ilícitos, que deverão ser declarados no anexo G da declaração.

 

Sobre esta polémica, a plataforma de contratação de serviços locais Fixando promoveu um inquérito junto de 700 contabilistas e 6.300 utilizadores da plataforma.

 

Grande conclusão: 5% assume ter já declarado no IRS rendimentos ilícitos, enquanto 54% afirma ser muito improvável considerar declará-los caso os tenham obtido.

 

Nas questões colocadas especificamente aos contabilistas da maior plataforma nacional para a contratação de serviços, ficou-se a saber que nem um daqueles profissionais declarou rendimentos provenientes de atos ilícitos, embora 57% tenha afirmado que, na sua perspetiva, é pouco frequente declararem rendimentos dessa natureza, e 14% adiantado que, no futuro, se tornará mais frequente este tipo de declaração.

 

"Se um cliente me disser que tem rendimentos de atos ilícitos, terei de o denunciar", afirmou um contabilista, sem querer identificar-se.   

 

Relativamente à entrega da declaração do IRS, que começou dia 1 de Abril, 43% dos inquiridos respondeu que já o tinha feito até à passada sexta-feira, mas 39% revelou não saber preencher e tratar corretamente do IRS sozinho, recorrendo ao apoio de contabilistas, amigos e familiares. Entre outras razões para pedir ajuda, 20% disse que "é mais cómodo" e 14% alegou que "não tem tempo".

 

 

Mais de dois milhões acima dos 65 anos já receberam 1.ª dose da vacina
18/05/2021 21:25

Debilidade nas telecomunicações ofusca lucros no retalho e quebra Wall Street
18/05/2021 21:16

Centeno: Novos pedidos de injeção do NB são "muito pouco prováveis"
18/05/2021 21:14

Fusão mais doce do ano visa criar maior grupo mundial de chocolate
18/05/2021 20:30

Terceiro maior acionista da REN quer vender 12% que detém na empresa
18/05/2021 20:25

SIC troca 30 milhões de obrigações por nova emissão com juro mais baixo
18/05/2021 20:01

5G: Propostas no leilão somam 302,8 milhões no 88.º dia de licitação principal
18/05/2021 19:32

Ordens para emissão de obrigações da SAD do Porto atingem os 50 milhões de euros
18/05/2021 19:06

PAN propõe alargar licença parental para seis meses
18/05/2021 18:49

Lufthansa triplica reservas para Grécia, Itália, Portugal e Espanha
18/05/2021 18:45

Travão às compras no NB "não é compatível com calendário de venda do EuroBic"
18/05/2021 18:39

Enyaq iV: o primeiro SUV elétrico da Skoda
18/05/2021 18:21

Bondalti compra empresa espanhola de tratamento de águas
18/05/2021 17:37

Patrões unem-se e reclamam mais verbas do PRR: ?Com uma voz só temos outro poder?
18/05/2021 17:27

Talking Money | O Valor do Dinheiro
18/05/2021 17:00

Subidas de BCP e EDPR ajudam PSI-20 a tocar máximos de 15 meses. Lisboa volta a liderar ganhos na Eu
18/05/2021 16:43

Merlin Properties inaugura maior parque logístico de Portugal no Ribatejo
18/05/2021 16:37

Centeno: NB "não era um banco bom" quando foi criado e "foi preciso fazer dele um bom banco"
18/05/2021 16:14

Bruxelas quer obrigar multinacionais a divulgar taxa de IRC paga
18/05/2021 16:07

Rui Moreira vai a julgamento no caso Selminho
18/05/2021 15:43

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco