ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Centeno avisa que desemprego pode subir rapidamente na Zona Euro
04/12/2023 14:04

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, lança nesta segunda-feira um alerta para a possibilidade de uma subida rápida nos números do desemprego face ao prolongar da desaceleração económica e, mais uma vez, defende moderação nas subidas salariais.

 

Numa nova nota que repete a iniciativa de publicações de análise pelo governador inaugurada em setembro – a primeira destas notas focou-se no estado da economia nacional –, Mário Centeno apresenta um "elogio" ao mercado de trabalho do espaço do euro, que ao longo de mais de um ano de choque inflacionista ter resistido com máximos de emprego.

 

Porém, a continuada desaceleração económica – com alguns países do euro, inclusivamente, em recessão – poderá reverter subitamente esta dinâmica, defende. "O mercado de trabalho não se ajusta gradualmente durante recessões ou desacelerações económicas prolongadas. Quando as empresas iniciam reduções de emprego, tal ocorre de forma síncrona, conduzindo ao disparar no desemprego. A destruição de postos de trabalho e a suspensão de novas contratações são mais sincronizadas nas recessões do que em períodos de crescimento", escreve o governador do BdP.

 

No início de outubro, aquando da apresentação do último boletim económico da instituição, Centeno tinha já defendido que o mercado de trabalho tem vindo a suportar as economias, atuando como "dique" para os rendimentos e procura interna. O governador convidava também à "temperança", em particular nas atualizações salariais, numa mensagem que é retomada agora também.

 

Na análise publicada em inglês apenas pelo BdP, Mário Centeno diz que "a cautela deve guiar as subidas salariais, que devem ser conduzidas pelos ganhos de produtividade, tal como observado nos últimos 35 anos".

 

Em particular, a mensagem do governador sugere que seja dada maior atenção aos mais baixos rendimentos. "O sucesso de uma economia não se mede apenas pelo seu desempenho geral, mas também pelo sucesso daqueles que estão no limite da exclusão ou inclusão. Atuar nas margem é essencial", diz.

 

Por outro lado, também, a análise adverte contra mais subidas nas taxas de juro e contra políticas orçamentais excessivamente contracionistas. "As políticas monetária e orçamental devem estar cientes dos desafios do mercado de trabalho, reconhecendo que a procura por mão de obra é uma ‘procura derivada’ da atividade económica. Preservar os investimentos e aspirações dos trabalhadores é incompatível com maior restritividade do que a necessária", defende.

 

As subidas dos juros pelo Banco Central Europeu encontram-se atualmente em pausa, mas com a inflação na moeda única a aproximar-se rapidamente da meta dos 2%. Já no que toca a política orçamental, os governos do euro prepararam, na sua maioria, para 2024 orçamentos de impulso restritivo. Portugal está entre as exceções, com uma política orçamental classificada como expansionista pela Comissão Europeia.

Medina aplaude subida de "rating". "Todos ficam mais protegidos dos atuais juros altos"
01/03/2024 22:01

S&P 500 e Nasdaq marcam novos recordes com ajuda da inteligência artificial
01/03/2024 21:19

S&P sobe "rating" de Portugal para clube do A
01/03/2024 21:04

MH-1: Portugal regressa ao espaço na segunda-feira a partir da Califórnia
01/03/2024 19:29

Rui Alpalhão: ?Não percebo a ideia de se acabar com as recessões?
01/03/2024 18:00

Número de operações na Caixa Geral de Depósitos cresceu em dia de greve
01/03/2024 17:52

Sonae emite 400 milhões de dívida a quatro anos para financiar OPA sobre Musti
01/03/2024 17:41

A bolha e as sete magníficas
01/03/2024 17:30

Vendas de automóveis crescem 17,5% até fevereiro e já superam 2019
01/03/2024 17:01

Lisboa estreia março no verde com impulso das energéticas
01/03/2024 16:49

A economia reagiu sem recessões severas e graves
01/03/2024 16:30

Stilwell: OPA à EDP Brasil "aconteceu no momento certo". Vai render 120 milhões em 2024
01/03/2024 16:01

Bancos centrais com resultados negativos
01/03/2024 15:30

Gasóleo desce 1,5 cêntimos e gasolina sobe um cêntimo na próxima semana
01/03/2024 15:00

O papel da literacia financeira na vida
01/03/2024 14:30

A inovação no centro da transição para as energias renováveis
01/03/2024 14:00

PGR reitera evidência de um MP sob ataque e recusa continuar no cargo
01/03/2024 13:22

Quase 85% da Função Pública quer semana de quatro dias. Dirigentes discordam mais
01/03/2024 13:00

Só Itália e Espanha produzem mais tomates que Portugal na UE
01/03/2024 12:43

Guerra de números na greve da Caixa Geral de Depósitos
01/03/2024 11:58

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco