ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Guerra de números na greve da Caixa Geral de Depósitos
01/03/2024 11:58

A greve que decorre nesta sexta-feira na Caixa Geral de Depósitos (CGD) está a levar a uma guerra de números entre a administração do banco e o Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD, um dos sindicatos que convocaram a paralisação.

Segundo o STEC, a paragem "está a ser um êxito, com uma adesão estimada até ao momento na ordem dos 70%, verificando-se centenas de agências encerradas e outras com a porta fechada sem condições mínimas para prestar qualquer atendimento ou realizar operações".

Esta estimativa é desmentida pela administração do banco, que acusa a organização sindical de avançar números "completamente fora da realidade, tendo a adesão registada sido pouco significativa".

O gabinete de Paulo Macedo garante que 92% dos balcões estão abertos em todo o país, e que a totalidade dos gabinetes de empresa está em funcionamento, sendo que "o perfil de transações registadas nos diversos canais não sofreu alterações face aos dias anteriores".

A organização sindical afirma que "para a CGD, a simples presença da gerência, sem efetuar transações será motivo para serem estatisticamente contabilizadas como operacionais, descurando por completo todos os procedimentos internos de segurança".

O STEC, de resto, antecipou mesmo a reação àquela que viria a ser a mensagem do banco sobre este tema: "Decerto ainda no decorrer do dia de hoje, a administração da CGD, virá a público mais uma vez, num exercício de pura demagogia tentar intoxicar a opinião pública com um conjunto de dados de origem duvidosa e sem demonstração factual dos mesmos, com o intuito de subverter a realidade dos factos".

A greve na Caixa Geral de Depósitos foi convocada pelo STEC e pelos sindicatos afetos à UGT - Mais, Sindicato dos Bancários do Centro (SBC) e Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) – na sequência da negociação sobre os aumentos salariais para este ano, que parece estar num impasse.

No início da semana, a Caixa fez saber que vai processar, ainda neste mês, o aumento salarial de 3,25% que propôs aos sindicatos e que estes rejeitaram, motivo que esteve na base da paralisação.

O banco público "aprovou, para todos os Colaboradores no ativo e pré-reformados, uma atualização salarial média de 3,25%, que será aplicada no processamento salarial do corrente mês, com efeitos a 1 de janeiro, como antecipação da revisão que vier a ser acordada nos processos negociais que estão em curso", lê-se num comunicado aos trabalhadores ao qual o Negócios teve acesso. No documento a administração da instituição financeira esclarece que "a atualização média de 3,25% corresponde, em cada nível remuneratório da tabela salarial, a um aumento mínimo de 3%, com aplicação do mínimo de 52,63 euros".

Na resposta, o STEC afirmou que o processamento do aumento salarial proposto pela administração mas rejeitado pelas organizações sindicais constitui uma violação à contratação coletiva.

Concurso de acesso ao ensino superior com 55 mil vagas
14/04/2024 01:41

G7 aprova criação de ?mesa de emergência? permanente sobre transporte marítimo
13/04/2024 20:40

Bloco afirma que ?Governo toma Portugal por parvo? quanto à redução do IRS
13/04/2024 19:54

PCP acusa Governo de fraude e de só querer reduzir impostos a grandes empresas
13/04/2024 19:32

Governo pede a portugueses que estejam em Israel para regressarem
13/04/2024 19:18

Futuros donos da Greenvolt querem chegar a um bilião de dólares em ativos
13/04/2024 19:00

Mais de 100 antigos combatentes vão entrar em greve de fome em 24 de abril
13/04/2024 18:00

Índia pede a Irão que garanta segurança de 17 indianos em navio português capturado
13/04/2024 16:52

Governo brasileiro suspende publicidade na rede social X após críticas de Musk
13/04/2024 16:12

Poiares Maduro: Há um grande desafio pela frente e "a UEFA está a enterrar a cabeça na areia"
13/04/2024 15:42

Hugo Soares: Primeiro-ministro ?não mentiu? e foi ?cristalino? sobre alívio fiscal
13/04/2024 14:21

PS pede debate de urgência com ministro das Finanças sobre redução do IRS
13/04/2024 14:14

Governo diz ser ?indesmentível? que corte no IRS leva a menos 1,5 mil milhões face a 2023
13/04/2024 14:05

Décio fez-se empresário em Penha Longa aos 24 anos e já emprega 200 pessoas
13/04/2024 13:45

Portugal pede esclarecimentos a Teerão sobre navio apresado no estreito de Ormuz
13/04/2024 13:13

Forças iranianas assaltam navio com bandeira portuguesa no estreito de Ormuz
13/04/2024 12:21

Web Summit no Brasil é rampa para portugueses em mercado fundamental
13/04/2024 10:10

Portugal precisa de construir 45 mil casas por ano para resolver crise habitacional
13/04/2024 10:08

TAP: Primeiro ano de Luís Rodrigues na liderança marcado por lucro recorde
13/04/2024 09:31

PSP alerta para burlas relacionadas com investimentos nas redes sociais
13/04/2024 09:19

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco