ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Futuros donos da Greenvolt querem chegar a um bilião de dólares em ativos
13-04-2024 19:00

A empresa norte-americana de investimento Kohlberg Kravis Roberts (KKR) está a acelerar os planos para vender algumas participações ou colocar as suas empresas em bolsa.

Nesta semana, a KKR revelou que pretende atingir a marca do bilião de dólares em ativos dentro de cinco anos. O objetivo foi já atingido pela Blackstone - outro gigante do setor  - no ano passado. Atualmente a KKR tem 553 mil milhões de dólares em ativos sob gestão.

Nos últimos dois anos, uma política monetária restritiva encareceu o custo do dinheiro e levou a um abrandamento das fusões e aquisições e das ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês).

"O mercado de IPO está a começar a abrir ligeiramente e os mercados de crédito alavancado já abriram. Estamos a começar a receber mais [abordagens] de compradores estratégicos", afirmou Scott Nuttall, CEO da KKR ao Financial Times. "Estamos a assistir a um aumento da atividade. Se continuar assim, as monetizações irão acontecer. É apenas uma questão de tempo", acrescentou.

Em 2023, as empresas de capitais privados ficaram com um portfólio de ativos que ascendeu a um valor recorde de três biliões de dólares, o que levou, inclusive, a consultora Bain a alertar para um conjunto significativo de empresas que precisam de vender e retribuir liquidez aos investidores. Por exemplo, os fundos de pensões, que têm estado expostos em demasia a investimentos fora de bolsa.

A KKR - detentora do fundo Gamma Lux que lançou formalmente "uma oferta pública geral e voluntária de aquisição da totalidade das ações" da Greenvolt em meados de dezembro - tem investidos 18,4 mil milhões de dólares. As receitas atingiram 15 milhões em 2023 e o os objetivos passam por chegar aos 300 milhões em 2026 e mais de mil milhões em 2030.

Dia Mundial da Abelha: Apicultores esperam um "ano bom" na produção de mel
20-05-2024 19:28

Novo provedor da Santa Casa diz conhecer desafios que instituição enfrenta
20-05-2024 18:55

Banco de Portugal foi 637 vezes ao mercado em 2023 para comprar dívida pública
20-05-2024 18:00

Estímulo chinês ao imobiliário foi insuficiente para erguer ações do setor
20-05-2024 17:05

Lisboa fecha sessão a valorizar. Mota-Engil sobe mais de 3%
20-05-2024 16:53

PS acusa PSD de "deslealdade parlamentar" e de bloquear as negociações sobre o IRS
20-05-2024 16:38

General Atlantic prepara oferta de três mil milhões para comprar o Idealista
20-05-2024 15:29

IMF ? Inflação dos EUA abrandou em abril
20-05-2024 15:00

EthiFinance inicia cobertura da CUF. "Rating" fica um nível acima de "lixo"
20-05-2024 14:09

Grupo MDS duplica negócio no Brasil com compra de corretora por 143 milhões
20-05-2024 12:01

Preços da produção industrial caem menos em abril
20-05-2024 11:50

Lucro da Ryanair sobe para 1.917 milhões no ano fiscal que terminou em março
20-05-2024 11:14

Microsoft em risco de incumprimento de metas ambientais por desenvolvimento da IA
20-05-2024 11:12

Transferências bancárias passam a ter confirmação de beneficiário
20-05-2024 11:02

Rosário Palma Ramalho vai presidir à concertação social
20-05-2024 09:50

Venda de casas recupera com descida de juros e inflação
20-05-2024 09:04

Presidente do Irão morre depois de acidente de helicópetero
20-05-2024 08:53

BCP a subir mais de 3,5% dá gás à bolsa de Lisboa
20-05-2024 08:16

Este é um caso em que "se justifica um inquérito parlamentar à Santa Casa"
19-05-2024 21:35

A sua semana dia a dia: Dividendos e contas na bolsa de Lisboa e as minutas da Fed
19-05-2024 19:00

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco