ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Países Baixos dão o pontapé de saída para umas eleições assombradas pela extrema-direita
06/06/2024 17:59

Os Países Baixos deram o pontapé de partida para as eleições europeias, as únicas no mundo que elegem um parlamento transnacional. Ao longo de quatro dias, os eleitores de 27 Estados-membro vão dirigir-se às urnas para eleger 720 deputados – mais 15 do que a composição atual, depois de países como a Alemanha, a Espanha ou os Países Baixos terem ganho dois lugares cada. 

Numa eleição que, de acordo com as sondagens, vai ser marcada pela ascensão da extrema-direita no Parlamento Europeu, os Países Baixos configuram-se como o estudo de caso perfeito para início a este ato eleitoral. O Partido pela Liberdade (PVV), liderado pelo político de extrema-direita Geert Wilders, lidera as sondagens, depois de ter chocado a Europa nas últimas eleições nacionais ao terminar em primeiro lugar com mais de 23% dos votos.

Wilders, que em tempos promoveu a ideia da saída dos Países Baixos da União Europeia (movimento conhecido como "Nexit"), tem se vindo a afastar da narrativa anti-europeísta que adotou nos últimos anos. Numa ação de campanha, o líder do PVV, citado pelo The Guardian, apelidou estas eleições como "cruciais para o futuro da Europa", destacando o seu papel em políticas de "asilo e soberania nacional".

Políticas como o pacto das migrações têm centrado o debate das eleições europeias por todo o continente e os partidos de extrema-direita têm cavalgado uma retórica anti-imigração para conquistarem o eleitorado. As sondagens preveem um crescimento de um para oito lugares por parte do PVV, numa batalha aguerrida com a aliança "Green-Left-Labour", liderada pelo antigo vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans.

É possível desenhar vários paralelos entre o crescimento do PVV nos Países Baixos com o resto da Europa. Segundo a projeção mais recente do Euro Elects, o grupo de extrema-diretia Identidade e Democracia (que inclui o Chega) poderá subir dos atuais 49 lugares para 68 e aumentar o seu poder de influência nas políticas europeias.

O Partido Popular Europeu (inclui o PSD e o CDS-PP) deve manter a maioria no Parlamento Europeu e eleger 180 eurodeputados, enquanto os Socialistas&Democratas (que incluem o PS) devem conquistar o segundo lugar com 138 eurodeputados. Os liberais do Renovar a Europa (onde está inserida a Iniciativa Liberal) devem ser o grupo parlamentar que mais perde lugares, passando dos atuais 102 para 86.

Apesar do antecipado crescimento da extrema-direita, estes três grupos, que juntos formam uma coligação informal, devem manter a maioria absoluta no Parlamento Europeu, conquistando um total de 404 lugares e continuando a definir o rumo das políticas europeias.

Na sexta-feira, é a vez da Irlanda votar e da República Checa começar o ato eleitoral, que se prolonga até sábado. Nesse dia, votam ainda a Letónia, Malta, Eslováquia e Itália, que também realiza o ato eleitoral no domingo. A maior fatia dos Estados-membro, incluindo Portugal, vota exclusivamente no dia 9 de junho.

Por cá, a Aliança Democrática (AD) lidera as intenções de voto da última sondagem realizada pela Intercampus para o Negócios, o CM e a CMTV. A coligação que junta o PSD, o CDS e o PPM conquista 24,8% das intenções de voto, estando em empate técnico com o PS, que regista 24,1%. O número de indecisos é ainda bastante elevado (12,5%) e as eleições estão longe de estarem definidas. Portugal elege 21 eurodeputados.

Administrador da Nos vende 110 mil ações e encaixa 393,7 mil euros
22/07/2024 22:19

Warner Bros propõe-se igualar oferta da Amazon por direitos televisivos da NBA
22/07/2024 21:52

Greve na CP leva à supressão de 854 dos 1.054 comboios programados até às 19:00
22/07/2024 21:37

"Caçacores de pechinchas" dão fôlego a Wall Street
22/07/2024 21:26

Montenegro promete "tudo fazer" para tentar construir dobro das casas previsto no PRR
22/07/2024 20:51

BCP terá de cumprir requisitos de capital e passivos elegíveis de 28,67%
22/07/2024 19:13

Warren Buffet reduz posição na chinesa BYD para menos de 5%
22/07/2024 18:38

Governo quer refinaria de lítio "o mais rápido possível", mas admite rever áreas que vão a concurso
22/07/2024 17:55

Lucro da Navigator cresce 16% para 159 milhões até junho
22/07/2024 17:25

Angola registou quatro tentativas de furto de petroleiros nos últimos dois anos
22/07/2024 17:14

Eólicas no mar: Ministra diz que Portugal pode avançar com "dois projetos de 1 GW" até 2030
22/07/2024 16:53

Lisboa acompanha ganhos europeus e fecha em máximos de mês e meio
22/07/2024 16:49

Além do financiamento de 12 milhões, Inapa já tinha pedido outros 15, diz Governo
22/07/2024 16:07

Presidente executivo da IAG garante que grupo continua na corrida pela TAP
22/07/2024 14:01

Inapa: Ministro da Economia diz que é preciso "proteger dinheiro dos contribuintes"
22/07/2024 13:33

Galp em "discussões preliminares" com potenciais parceiros no petróleo da Namíbia
22/07/2024 12:40

Galp vende operação na Guiné-Bissau à Zener por 31 milhões de euros e sai do país
22/07/2024 12:15

China avalia se prolonga taxas punitivas sobre alguns produtos siderúrgicos da UE
22/07/2024 12:12

Grupo Vodafone vende mais 10% da Vantage Towers por 1,3 mil milhões de euros
22/07/2024 11:38

Não perca o programa do Negócios no Now, canal 9
22/07/2024 11:14

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco