ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Gasóleo e gasolina voltam a ficar mais caros na próxima semana
21/06/2024 14:24

O preço médio dos combustíveis vai ficar mais caro na próxima semana. A partir de segunda-feira, 24 de junho, o gasóleo vai disparar três cêntimos, enquanto a gasolina vai ficar 1,5 cêntimos mais cara, avançou fonte do setor ao Negócios.

Desta forma, o preço médio do gasóleo simples praticado nos postos de abastecimento deverá ser de 1,581 euros por litro. Já o preço da gasolina simples 95 deverá subir para 1,723 euros por litro, tendo por base os preços divulgados pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Esta semana, o preço médio do gasóleo simples está em 1,551 euros por litro e da gasolina simples 95 é de 1,708 euros, segundo os dados da DGEG.

Recorde-se que o custo dos combustíveis na bomba dependerá sempre de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra. Os hipermercados mantêm as ofertas mais competitivas nos combustíveis rodoviários, seguidos pelos operadores do segmento "low cost". Os valores praticados pelas bombas incorporam também o peso da fiscalidade.

Além disso, os combustíveis seguem ainda o mercado do petróleo e, esta semana, tanto o West Texas Intermediate (WTI), "benchmark" para os Estados Unidos, como o Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e referência para as importações europeias, estão a preparar-se para fechar com ganhos semanais superiores a 3%.

"O aumento sazonal da procura, como demonstrado pelos últimos dados da EIA, o novo confronto entre Israel e o Hezbollah e a época dos furacões poderão dar força aos preços durante o verão", indicaram analistas do Citi, numa nota vista pela Reuters.

Adicionalmente, os preços da matéria-prima também saíram reforçados com a perspetiva de cortes de juro da Reserva Federal norte-americana ainda este ano e pela expectativa de uma redução das reservas de crude nos Estados Unidos.

IP vai candidatar-se em setembro a mais fundos europeus para alta velocidade
17/07/2024 16:17

Light & Flare: Dois universos unidos pela luz
17/07/2024 15:48

Produção de biometano pode crescer 178% até 2030 e poupar 1,4 mil milhões aos consumidores
17/07/2024 15:25

Xi pede ao Partido Comunista Chinês "fé inabalável" na sua estratégia económica
17/07/2024 15:04

Tripulantes admitem convocar greve na Easyjet
17/07/2024 14:43

PS avisa: "É praticamente impossível" aprovar OE 2025 sem cedências
17/07/2024 14:39

Grupo Pestana prepara novo investimento em Porto Covo
17/07/2024 13:03

Von der Leyen perde no Tribunal Geral da UE caso sobre transparência nos contratos Covid
17/07/2024 13:03

Angola "muito contente" com participação no BCP. Vender não é opção
17/07/2024 11:44

Alta velocidade Lisboa-Porto assegura fundos europeus
17/07/2024 11:35

Montenegro afasta para já fim da derrama estadual e espera que descida de IRC aumente a receita
17/07/2024 11:13

Eurostat confirma desacelaração da inflação na Zona Euro para 2,5%
17/07/2024 11:05

Portugal coloca mil milhões de euros em dívida de curto prazo. Cupão fica nos 3,552%
17/07/2024 10:41

"O primeiro-ministro não exige lealdade ao Parlamento, presta contas ao Parlamento", responde PS
17/07/2024 10:21

Governo aprova segunda PPP para a alta velocidade
17/07/2024 10:16

Sustentabilidade contribui para 12,7% do valor financeiro das marcas em Portugal
17/07/2024 09:55

Montenegro ao ataque: "Oposições têm dever de lealdade de nos deixarem governar"
17/07/2024 09:53

Lisboa acorda a valorizar. Mota-Engil sobe mais de 3%
17/07/2024 08:20

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
17/07/2024 07:30

Vida mais fácil para os fornecedores do Estado, o Estado da Nação e o estado do crude
17/07/2024 07:01

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco